sexta-feira, 27 de maio de 2011


SE ME RESTASSE MAIS UMA AULA
Texto de Aluísio Cavalcante Jr.


Como seria esta aula?

Eu aprenderia antes de iniciá-la,

O nome de cada aluno.

Observaria o brilho de cada olhar

E o encanto de cada sorriso.

Então a última lição ensinada

Seria cuidadosamente planejada,

Para não apagar de cada aluno

Seu brilho e encanto.




Esta aula falaria de solidariedade, de amizade e respeito.

Falaria de coisas simples e úteis para a vida.

Falaria da responsabilidade de dedicar a lição aprendida,

Para a construção de um mundo de amor, de paz e esperança.




Não se perderia tempo com ensinamentos inúteis.

Com competição e egoísmo.

E ao final dela nos abraçaríamos e sorriríamos.

E escreveríamos poemas sobre o presente.

E iríamos para as ruas

Falar de solidariedade.

E correríamos para as nossas casas

Para abraçar nossas famílias e amigos.




Mas não é preciso esperar a última aula.

Nem tão pouco buscar a justificativa do impossível.

Pois das dificuldades do presente,

Nasce o professor que transforma o mundo.





_______________________________________________





A INSPIRAÇÃO DO TEXTO





A vida é tão curta e sei que ainda há muito por fazer.

Então imagino cada aula como uma celebração.

Celebração ao amor...

Celebração a amizade...

Celebração a vida...






36 comentários:

  1. simplesmente lindo... Bravo!

    que bom que temos a chance dessa aula se realizar todos os dias, fica o sentimento no coração de cada um...

    um grande abraço Professor e apareça, sua visita no meu cantinho muito me fez feliz!

    Su.

    ResponderExcluir
  2. Que texto maravilhoso! Que lições lindas aqui! Obrigada Professor. Que cada dia seja neste enquadramento como o primeiro e o último e do primeiro ao último dia.


    Beijos com carinho e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  3. Quero um professor assim. Para me ensinar a ver a vida com este olhar. Para ouvir com o coração. Para entender com a alma.

    Aluísio, fico emocionada e sempre desejando que você consiga encantar sempre os alunos, os outros professores, os amigos, os famíliares...assim feito fico encantada e com vontade de ser melhor.

    abraço

    ResponderExcluir
  4. Que belo poema amigo, escrito com a alma!
    Beijos no coração e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  5. Meu querido amigo

    Uma aula de amor pela profissão, pelas almas que lhe passam pelas mãos e que de certeza que as molda para serem pessoas válidas e boas, adorei e deixo um beijinho.

    Sonhadora

    ResponderExcluir
  6. Parabéns pelo amor e pela paixão em ser professor. Palavras tocantes! Eu gostaria de ser assim sempre! Um beijo!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia qerido colega.
    passei em seu outro blog e percebi que não tem feito postagens nos ultimos dias.Adoro seus blogs,ambos são lindos, mas o outro transmite a essência da alma do homem, do poeta...
    Obrigada pela visita assim tão cediho, meu dia começa melhor.
    Olhe,não entendo porque a vida leva pra longe as pessoas que amamos.
    Bom fim de semana
    Beijos meus.
    Volte sempre com suas pétalas de carinho
    Saudações Poéticas!

    ResponderExcluir
  8. Querido amigo colega,

    Eu tive que dar minha "última aula" ontem, sexta-feira, com muita tristeza para mim!!
    E infelizmente não pude, como você, neste seu pequeno mas riquíssimo ensaio, transbordante de Amor, celebrar a Amizade e a Vida COMO SEMPRE DESEJEI!
    você é testemunha, aqui no meio virtual, do quanto sou apaixonada pela sala de aula e pelo meu trabalho!
    Faço-o com alegria e entusiasmo!
    Porém, como estava tendo dificuldades com uma sala de sétimo ano, alunos muito rebeldes e indisciplinados, resolvemos convocar os pais/mães para um diálogo.
    Para minha grande decepção e tristeza, TODOS os presentes (sem exceção!!!) me atacaram, humilharam-me e UMA FAXINEIRA houve por bem até dar-me "conselhos" de como LECIONAR!!!
    Ao sair da sala onde estávamos reunidos, recebi vaias dos alunos em questão e coisas piores, como gestos obscenos!!
    Enfim, entrei em Ajustamento Funcional novamente, e enquanto viver jamais vou compreender o motivo de tamanha HOSTILIDADE! E o que é pior, com a conivência das mães!!

    ESSES ALUNOS PERDERAM A OPORTUNIDADE DE CONVIVER COM UMA DAS ÚLTIMAS PROFESSORAS QUE REALMENTE LHES QUERIAM DAR AMOR!!

    Enfim, PROJETOS como os que elaborei para torná-los um pouco mais humanos, não ficarão engavetados!! Participarei de ONGS e trabalhos voluntários com Educadores Sociais, daqui por diante.
    Deus nos proteja sempre, Aluísio!!
    Um grande e fraterno abraço!

    Graça Lacerda
    Nossa missão continua.

    ResponderExcluir
  9. Amigo,

    retorno aqui para convidá-lo a ler meu Depoimento nos Botões de Madrepérola.
    Outro abraço!

    ResponderExcluir
  10. Caro amico Aluisio, i tuoi pensieri sull'insegnamento con l'amore mi toccano forte. Dopo averti letto decido sempre di realizzare le tue idee che diventano le mie. É difficilissimo con i ragazzi (molto indisciplinati) della mia scuola ma anche i piccoli "risultati" mi danno grande gioia e le tue parole mi danno forza.
    baci e buon fine settimana

    ResponderExcluir
  11. Minha última aula seria com o intuito de incentivar as crianças a procurarem o conhecimento. Ir atrás dos sonhos e se instruir para concretização deste feito!! Pois acredito que conhecimento é tudo! Afasta a ignorância e o cabresto!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Professores são heróis.

    E que o amor o fortifique para luta, para o contruir sobre bases tão instáveis e ásperas.

    Beijo carinhoso!

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pelo poema,e pelo amor que você tem pela sua profissão.São os professores que formam grandes profissionais. Acho que se as escola pudesse ter uma aula como essa celebração do seu texto...Não haveria tantas violências em escolas.
    Adorei ler um pouco seu espaço. Um abraço!

    ResponderExcluir
  14. Oi,Aluisio!Tu és maravilhoso e pel oque escreves eu aqui do teu lado posso ver que tens vocação, essa palavra uqe tem sido tão esquecida e trocado por ambição e dinheiro, hoje as pessoas não estão mais preocupadas em seguir sua vocação,mas sim em ganhar dinheiro o que acaba gerando muitas frustrações no futuro.
    "Sempre que ensinares, ensina a duvidar daquilo que ensinas."
    Beijossss

    ResponderExcluir
  15. Aluísio
    Venho aqui: Leio e releio. Nas aulas penso nas suas palavras e hoje pensei muito no seu CORAÇÃO de PROFESSOR quando me deparei com um artigo do Professor Miguel Ángel Santos Guerra do qual lhe deixo este excerto com um agradecimento profundo do meu coração.
    Teresa

    "Hablamos de la necesidad apremiante de tener maestros y maestras competentes. En esta profesión la competencia profesional no es solo intelectual, es también afectiva. Para trabajar con ladrillos, productos químicos, talonarios, radiografías o números no es necesario el desarrollo emocional, para trabajar con personas, sí.

    La escuela ha sido, tradicionalmente, el reino de lo cognitivo, no el reino de lo afectivo. Al entrar y al salir de la escuela se pregunta a los alumnos y a los profesores: ¿Tú qué sabes sobre…? Nunca se pregunta: ¿Tú que sientes, a ti qué te pasa…?

    “En el colegio se aprende historia, geografía, matemáticas, lengua. Dibujo, gimnasia… Pero, ¿qué se aprende respecto a la afectividad? Nada. Absolutamente nada sobre cómo se interviene cuando se desencadena un conflicto. Absolutamente nada sobre el duelo, el control del miedo o la expresión de la cólera”, dice Filliozat en su libro “El corazón tiene sus razones”.

    Alguno podrá considerar esa cuestión poco menos que intrascendente, cuando no perjudicial para los aprendizajes, ya que restaría un tiempo necesario para hacer cosas más importantes. Pero no. Yo ceo que para todo es mejor sentirse querido, estar motivado, tener una buena actitud hacia la institución, el profesorado y la tarea. Cuando el constructivismo explica qué es necesario para que se produzcan aprendizajes significativos y relevantes, dice que el conocimiento tiene que tener una lógica interna, una lógica externa (que conecte los conocimientos del alumno con los nuevos que tiene que adquirir) y dice también que es necesaria una disposición emocional favorable hacia el aprendizaje.

    ¿Cómo se puede provocar esta actitud? ¿Quién la puede hacer nacer y conseguir que se desarrolle? Solamente ese profesor o profesora que se interesa por el alumnado. Los niños aprenden de aquellos docentes a quienes aman.

    El verbo aprender, como el verbo amar no se puede conjugar en imperativo. Solo aprende el que quiere. Y es conveniente hacer posible que se quiera. Por eso, para ser profesor no basta con dominar la asignatura. Se dice que hace falta, saber transmitirla. Yo digo algo que va más allá de la simple transmisión: hace falta, sobre todo, provocar el deseo de saberla, la pasión por descubrirla, la voluntad de aplicarla y el interés por compartirla. Se deduce, de todo ello, que no es un tarea fácil. Es más cómodo atrincherarse en la postura de que el profesor explica y si alguien no entiende o no quiere entender, allá él.

    Dice Emilio Lledó que lo único que puede dar autoridad y prestigio a la profesión es “el amor a lo que se enseña y el amor a los que se enseña”. Hay que volver a leer el hermoso libro de Alexander Neill, que vio la luz en 1978: “Corazones, no solo cabezas en la escuela”. "

    ResponderExcluir
  16. Meu amigo
    Será que à mistura com os conteúdos que obrigatoriamente são ministrados, não haverá sempre um pouquinho de soliriedade, fé, esperança, sorrisos, que mesmo não sendo a última aula serão sem dúvida no futuro uma marca de um professor que fez toda a diferença?

    Beijos
    Manu

    ResponderExcluir
  17. Querido amigo,

    Eis a máxima que domina teu texto: viva cada momento como se fosse o último, como se - e de fato é assim - novas oportunidades não surgissem nunca mais tais quais as anteriores perdidas. Comprometimento, dedicação e boa vontade são ingredientes essenciais para melhorar o cotidiano à nossa volta.

    Bjs!!

    ResponderExcluir
  18. Oi, querido amigo.
    Como é bom ler seus lindos textos, são inspiradores!!!

    Hoje passei por um motivo especial: estou unificando meus dois blogs, o Apenas um Ponto com o Apenas um Ponto Esportivo, eles estarão juntos num único espaço, deixei um mimo pra ti no post especial de aniversário lá no http://apenasumpontoesportivo.blogspot.com/

    Espero vê-lo sempre lá.
    Um abraço especial
    Rafaela

    O Apenas um Ponto mudou de endereço, mas continua o mesmo. Visite nosso antigo endereço e saiba mais!
    http://apenasumponto.blogspot.com/
    O mundo dos blogs é um eterno Encontro e uma eterna despedida

    Visite o nosso novo endereço e receba um pedaço de bolo do aniversário do Apenas um Ponto Esportivo, tem promoção no blog e via twitter.
    http://apenasumpontoesportivo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Aluíso,suas palavras traduzem o pensamento de quem vive com amor a própria profissão.É uma pena o número tão excessivo(ao meu ver) de alunos em cada sala de aula no nosso Brasil...mas isto não justifica a falta de sensibilidade de certos professores que passam uma vida simplesmente transmitindo conteúdos sem a menor percepção dos seres à frente.
    Por aqui tivemos o encerramento dos projetos escolares de meu filhote e foi com uma mensagem mais ou menos à sua que eles concluíram as apresentações...falando de amizade e confiança no porvir.
    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  21. Seus versos são envoltos em sonhos... um encanto! Também gosto das imagens que os acompanham...
    Um beijo afetuoso.

    ResponderExcluir
  22. Que magnifico! Ser professor em poema ultrapassa qualquer explicação. Lindo, lindo, lindo!!!!!!!

    ........................

    Passando tb para divulgar meu sonho de professora

    Você sabia que LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais), que é o idioma em que os surdos se comunicam, é a segunda língua oficial do Brasil?

    Com objetivo de expandir a língua de sinais um grupo de professores e alunos da escola Lauro Müller em Florianópolis criou o BLOG VEJO VOZES e por conta disso estamos aqui lhe convidando para fazer parte da nossa história.

    Se você entende que nosso país precisa de educação com qualidade e que a inclusão é um direito de todos, venha nos conhecer. O endereço é:

    http://eeblmlibras.blogspot.com/

    Abraços fraternos

    ResponderExcluir
  23. Aloísio! Sua poesia me emocionou. Fui professora enquanto vivia no Brasil e simplesmente adorava. Eu tinha um relacionamento muito próximo com meus alunos. Era muito lindo! Até hoje, recebo as visitas de alguns quando estou "em casa". Foi uma época muito, muito intensa em minha vida. Jamais esquecerei. Beijo

    ResponderExcluir
  24. É sempre um prazer passear por aqui.
    Lindo poema! E, na realidade, não praticamos sempre essa aula, no nosso dia-a-dia?

    ResponderExcluir
  25. É encantador saber o que vai dentro de um cora~ção de professor,
    quando o trabalho se destina a interação amiga com cada aluno, buscando estar aquem com eles,
    compreendendo e mostrando vida.
    É interessante saber se está sendo compreendido, dentro da reciprocidade com que se busca favorecida...

    Lindo poema admirável professor.

    parabéns!

    Fervorosa semana

    Bjs

    Livinha

    ResponderExcluir
  26. Olá Aluisio,
    Simplesmente maravilhoso! Mestre na sabedoria divina de educar. É um professor desta categoria que precisamos para entregar nossos filhos à escola, que passa a ser, também, a escola da vida se ensinados por você. Parabéns. Já estou te seguindo e virei sempre aqui para aprender mais um pouquinho.
    Quando tiveres um tempinho, venha conhecer o meu blog e, se gostar, siga-me e não esqueça de comentar a minha postagem.
    Um grande abraço,
    Maria Paraguassu.

    ResponderExcluir
  27. Amigo...

    suas palavras encantam meus olhos e coração!E assim continuo meu caminho...

    Obrigada pelo carinho com o meu simples trabalho.

    Um grande abraço! Su.

    ResponderExcluir
  28. Olá Aluisio, que tudo sempre permaneça bem contigo!
    Fico a imaginar quão maravilhoso seria este país, houvesse somente educadores com este seu pensamento, e convicção, que ensinar é muito mais que fazer uma criança aprender a ler e escrever, ou um jovem saber a raiz quadrada, ou quanto pesa o ar que respiramos. Um educador deve ensinar ao aluno sobre como escolher a melhor forma de viver, deve ensinar-lhe que existem várias opções, boas e más, e somente cabe a ele escolher a que o faça feliz e assim ele faça outros felizes com sua felicidade! Parabéns pelo belíssimo e consciente texto!
    Muito gratificante passar por teus espaços, sempre nos brinda com textos de sentimentos tão bem expressos em tão belas palavras escritas!
    Agradecido por tuas visitas sempre gentis, eu desejo a você e todos ao redor intensa felicidade, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  29. Simplesmente adorei o poema!
    Também já fui professora e sei a sensação aprazível de provocar o florescer da criatividade nos jovens!

    O meu abraço deste lado do Oceano Atlântico

    Ana Oliveira

    ResponderExcluir
  30. Aluísio ,

    lindo !
    Mas com professores como tu , não é apenas na ultima aula que tudo isto acontece .

    Um beijo ,
    Maria

    ResponderExcluir
  31. Nao ensinando matemática, eu como aluna, toparia qualquer outro assunto!! rss

    ResponderExcluir
  32. Grande professor Alúisio,
    costumo dizer que gosto muito da sua aula e de você como professor porque você não é só um mero professor de química, e sim um professor da vida. Você é o professor contemporâneo, o professor que o mundo de hoje necessita com urgência. Suas aulas são debates que nos fazem refletir sobre como vai estar o mundo daqui a alguns anos, e mais ainda, nos fazem refletir sobre qual papel teremos neste turbilhão de mudanças que o nosso planeta tanto pede. Vendo este poema, enxergo você na classe. Para você, cada aula é como se fosse a última, e isso é o que faz dela a mais completa e saborosa de se aprender. Obrigado por nos ensinar todas essas lições de solidariedade, intruísmo e reflexão.

    Leonardo Mont'Alverne

    ResponderExcluir
  33. Que lindo texto! Não se aplica apenas à sala de aula, mas a essa imensa escola que é a nossa vida! A paixão pelo que faço é o que me mantém firme da Educação.

    um abraço!

    ResponderExcluir
  34. Receber a sua visita é sempre um momento especial. Ler seus poemas nos faz reletir sobre o que fazemos, como fazemos e o que mais podemos fazer. Acredito que sempre há tempo de tentar de novo e melhor... Abraço, joyce.

    ResponderExcluir
  35. Ser professora para mim é sonhar acordada!!!

    ResponderExcluir