domingo, 24 de dezembro de 2017


O NATAL VERDADEIRO
Texto de Aluísio Cavalcante Jr.



Silêncio!

O Natal está chegando.

Já podemos ouvir os sons que chegam das ruas.

Já podemos ver as árvores enfeitadas de luzes.

Na televisão, muitas propagandas falam do Natal.

Crianças correm e pedem presentes.

As lojas se enchem de pessoas que correm de um lado ao outro

cheias de pacotes.

Comemoram-se as compras, as vendas, o consumo.


Mas, o verdadeiro Natal não é esse.

O verdadeiro Natal chega silencioso a cada vida,

e toma conta de cada coração

que não tenha perdido a doçura de sentir.

Este natal chega de graça,

E também cheio de graça,

trazido pelo brilho suave da mais bela das luzes,

a luz da fé.


Por isso, neste Natal,

mais do que presentes é preciso distribuir amor.

É preciso abraçar nossos amigos.

Dividir a nossa mesa com aqueles que têm fome.

É preciso amar nossas famílias.

Caminhar com os nossos filhos.

Reaprender a doçura de sentir.

Sentir como é bom estar vivo.

Sentir como é bom ter um lar.

Sentir a grandeza do amor de Deus

por meio do presente maior que poderia nos ser dado:

seu filho Jesus.


E cada um que celebre esta noite.

Cada homem, cada mulher,

que entenda que o Natal não é consumo, é doação.

Que entenda que o Natal não é uma data, é celebração.

Que sinta o coração encher-se de esperança.

Tem a obrigação de ensinar a cada dia,

o valor da fé, da amizade, da solidariedade,

e celebrar o verdadeiro nascimento de Jesus.

Que nasceu para que o mundo fosse melhor.

Que nasceu para que o mundo fosse amor.





_________________________________________



  

A HISTÓRIA DO TEXTO






Quando escrevi este texto, era véspera de Natal.

Imaginei que pudesse dividi-lo com minha família e amigos,

para celebrarmos uma noite verdadeira,

onde amizade, agradecimento e esperança,

pudessem ser vividos em sua plenitude.

Que o maior presente que possamos dar a alguém esta noite

não seja material,

mas seja o olhar de amor

capaz de justificar a vida.





3 comentários:

  1. Li, reli, pois é belo, é genuino, sente-se tua fé, teu amor, é tua essência, adorei, bjos e hoje já é pra desejar um Feliz Ano Novo

    ResponderExcluir
  2. Um texto muito belo, para ler reler e interiorizar! Não cheguei aqui atempo do Natal... que espero tenha sido passado de uma forma muito feliz, na companhia de todos os seus, Aluisio!
    Um grande abraço! Feliz 2018!
    Ana

    ResponderExcluir